Governo divulga medidas para atender imigrantes venezuelanos

Telegram

O governo de Michel Temer propagandeou no Twitter do Planalto as medidas que diz ter adotado para absorver os imigrantes que fogem da ditadura de Nicolás Maduro.

“Do ano passado para cá, cerca de 92 mil venezuelanos atravessaram a fronteira brasileira. Desse total, 44 mil seguiram para outros países da América da Sul e até da Europa. Para diminuir o impacto nos serviços públicos em Roraima, principal porta de entrada dos venezuelanos, o governo investiu na triagem dos imigrantes, com vacinação, atendimento médico e assistência social.

Além disso, foram emitidas mais de 5 mil carteiras de trabalho, quase 30 mil cadastros de pessoa física (CPFs). Também houve o resgate de venezuelanos em operações de combate ao trabalho escravo. Entre outros fatores, os imigrantes que buscam o Brasil fogem da escassez de alimentos e remédios, do desemprego e da repressão. Pelo menos 8 mil venezuelanos já solicitaram residência no Brasil pela resolução do Conselho Nacional de Imigração.”

O governo informa também que o Senado aprovou uma medida provisória assinada por Michel Temer com ações emergenciais para atender os venezuelanos.

“O texto define ações de assistência emergencial para migrantes e imigrantes em situação de vulnerabilidade decorrente de fluxo migratório provocado por crise humanitária.”

Comentários

  • pupeteer -

    Aceitamos imigrantes venezuelanos, só que em troca vamos mandar nossos politicos, TODOS, sem direito a devolução. INAÇÇÇIO I? não, ele não é politico, é preso, fica em Curitiba, PRESO!!!

  • Miranda -

    ESSES POLÍTICOS IMUNDOS VÃO DAR EMPREGO PRA ESSES VENEZUELANOS EM TROCA DE VOTO$$$$$$$$$!!!!!!!!!! SIMPLES ASSIM!! O MECANISMO QUE NUNCA PARA

  • Brasil -

    Tudo começou com Jair Bolsonaro visitando Roraima, e falando, como nenhum outro, desse estado riquíssimo em recursos, e baixa densidade eleitoral. A solução gira em torno de mudar a política diplomática brasileira, e pressionar a Venezuela, junto a outras nações. Assim, nem haveria imigração.

Ler 31 comentários