Governo do Amazonas culpa nova variante por falta de oxigênio

Governo do Amazonas culpa nova variante por falta de oxigênio
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O governo do Amazonas disse à Justiça Federal que o surgimento da nova variante do coronavírus em Manaus foi uma “infeliz coincidência” que levou o sistema de saúde ao colapso.

Em ofício encaminhado pela Procuradoria Geral do estado, o subprocurador Leonardo Blasch afirmou que era impossível prever o segundo pico da doença no Amazonas.

Em outras palavras, o maior poder infeccioso do vírus identificado justamente em dezembro de 2020 foi uma infeliz coincidência absolutamente imprevisível, que tem se repetido em outros países (muito desenvolvidos como EUA e Inglaterra) e tem reflexo direto no aumento de internações e, portanto, no aumento do consumo de oxigênio.

Leia mais: Em pouco mais de um mês no STF, o ministro Kassio Marques se alinha à ala anti-Lava Jato.
Mais notícias
TOPO