ACESSE

Governo do Rio se manifesta sobre morte de Ágatha

Telegram

Em nota, o governo do Rio de Janeiro se manifestou neste domingo sobre a morte de Ágatha Felix, de 8 anos, atingida por um tiro de fuzil quando voltava para casa no Complexo do Alemão.

“O Governo do Estado lamenta profundamente a morte da menina Ágatha, assim como a de todas as vítimas inocentes, durante ações policiais. O trabalho realizado pelas polícias, que têm como principal objetivo localizar criminosos e apreender armas e drogas, é pautado por informações da área de inteligência e segue protocolos rígidos de execução, sempre com a preocupação de preservar vidas”, diz trecho da nota.

Segundo o governo fluminense, “todas as mortes decorrentes de intervenção de agente público são apuradas pelas corregedorias e em inquéritos da Delegacia de Homicídios”.

“Na noite de sexta, criminosos realizaram ataques simultâneos em diversas localidades do Complexo do Alemão. Policiais da UPP Fazendinha revidaram à agressão e, após o confronto, foram informados por moradores que a menina tinha sido atingida e levada para o Hospital Getúlio Vargas. A PM já abriu um procedimento para apurar a ação dos policiais.”

VEM AÍ A PAUTA EXPLOSIVA DO STF. Saiba mais

Comentários

  • ADONIS -

    Com certeza os esquerdopatas dirão que a culpa é da polícia que não deveria ter ido atrás de bandidos. Essa gente me cansa.

  • Rogério -

    Um dia desses, JB afirmou que a polícia só mata vagabundos. Esqueceu das vítimas inocentes ou acha que elas também são vagabundos que merecem morrer?

  • Dezio -

    Quem disse que foi o tiro foi desferido pelos policiais?

Ler 42 comentários