Governo do RS proíbe venda de produtos não essenciais em supermercados

Governo do RS proíbe venda de produtos não essenciais em supermercados
Reprodução/Eduardo Leite/Twitter

O governo do Rio Grande do Sul proibiu que supermercados e outros estabelecimentos comerciais vendam produtos considerados não essenciais — como eletrônicos e itens de bazar.

A venda por meio de delivery ou pela internet segue autorizada. 

Nossa intenção é reduzir a circulação de pessoas nos supermercados, para que elas se dirijam a esses estabelecimentos apenas para comprar itens essenciais, itens de higiene, limpeza e alimentação. Assim, reduzimos a circulação, a entrada e a permanência nesses estabelecimentos”, afirmou o governador Eduardo Leite.

O estado vive um colapso no sistema de saúde. Como publicamos mais cedo, o governo gaúcho aumentou também o valor da multa para quem não usar corretamente as máscaras em locais públicos e privados.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO