Governo estende restrição a visitas em presídios federais

O governo estendeu pela segunda vez a portaria que restringe visitas em presídios federais. A medida é anunciada como forma de combater a disseminação do novo coronavírus.

O texto publicado hoje no Diário Oficial suspende por 30 dias “[a]s visitas, os atendimentos de advogados, as atividades educacionais e de trabalho, as assistências religiosas e as escoltas dos presos custodiados nas penitenciárias federais”.

Ficam liberados atendimentos de advogados em casos urgentes ou que envolvam prazos processuais não suspensos. As escoltas de requisições judiciais, inclusões emergenciais e daquelas que “por sua natureza” precisam ser realizadas também estão autorizadas.

Esta é a terceira portaria com o mesmo texto aprovada pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen). A primeira foi publicada em 24 de março e depois renovada em 23 de abril.

Leia também: EXCLUSIVO: MORO ATACA
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 4 comentários
TOPO