Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Governo exige de estrangeiros que já tiveram Covid mais documentos para entrada no Brasil

Nova regra foi publicada nesta quinta-feira
Governo exige de estrangeiros que já tiveram Covid mais documentos para entrada no Brasil
Foto: JoshuaWoronieck/Pixabay

O governo federal passou a permitir a entrada de estrangeiros com exame RT-PCR positivo para Covid, desde que com exame de antígeno negativo e um atestado médico. 

A nova portaria foi publicada nesta quinta (24) no Diário Oficial.

Estrangeiros que tiveram Covid nos últimos 90 dias, estejam assintomáticos e ingressem no Brasil de avião devem apresentar: “I) dois resultados de RT-PCR com intervalo de no mínimo 14 dias, sendo o último realizado em até 72 horas anteriores ao momento do embarque; II) teste de antígeno com resultado negativo ou não detectável, posterior ao último resultado RT-PCR detectável; e III) atestado médico declarando que o indivíduo está assintomático e apto a viajar, incluindo a data da viagem”.

A portaria anterior já exigia comprovante de exame RT-PCR de todos os passageiros estrangeiros.

Agora, é permitida a entrada de estrangeiros com RT-PCR positivo, desde que com a documentação adicional.

Segundo a Casa Civil, “[o] objetivo é permitir que quem já esteja curado possa ingressar no país mediante atendimento integral” aos protocolos da Anvisa.

O novo texto, como o anterior, é assinado por Marcelo Queiroga, Luiz Eduardo Ramos e Anderson Torres. Não há data prevista para o fim da medida.

Leia maisBolsonaro diz que vetará proposta do ‘passaporte da vacina’, caso seja aprovada

Este texto foi corrigido.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO