Governo fecha acordo para derrubar veto de Bolsonaro

Telegram

O ministro Luiz Eduardo Ramos fechou um acordo com Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia para que o Congresso derrube um veto de Jair Bolsonaro à lei que obriga o Executivo a pagar todas as emendas parlamentares de 2020.

As emendas custarão R$ 42 bilhões ao governo de 2020.

O acordo foi firmado agora há pouco, durante reunião na residência oficial de Davi Alcolumbre. Participaram também o relator do Orçamento, Domingos Neto (PSD-CE), o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, e membros da equipe econômica do governo.

COMO ELE VIROU O VICE QUE BOLSONARO QUER. Saiba mais

O veto a ser derrubado será o que define que parlamentares irão definir os beneficiários das emendas e a lista de prioridades.

O governo também se comprometeu a enviar até esta quarta-feira (12) um projeto de lei para definir que, em caso de contingenciamento no Orçamento, as emendas sofram o congelamento de forma linear. Ou seja, se o contingenciamento for de 20%, o valor total das emendas sofrerá congelamento proporcional.

A votação dos vetos está marcada para esta quarta-feira (12).

Leia mais:

Governo tenta evitar orçamento maior para parlamentares

Comentários

  • Alexsandro -

    Que Deus tenha misericordia de todos nós brasileiros,pois com estes policos estamos lascados.

  • ROBERTO -

    Acordo espúrio, o Bolsonaro pede o povo nas ruas e faz acordo com os pilantras no escurinho do congresso.

  • Geovani -

    É grana eu alimenta os parlamentares.

Ler 32 comentários