Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Governo levou mais de um mês para definir quem analisaria carta da Pfizer

Ministério da Saúde ignorou alertas de urgência da farmacêutica e só decidiu em 29 de outubro que caberia a secretaria-executiva analisar oferta
Governo levou mais de um mês para definir quem analisaria carta da Pfizer
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Ministério da Saúde levou um mês e meio para decidir qual área da pasta seria responsável por analisar a carta da Pfizer que oferecia vacinas ao Brasil, diz O Globo. No documento, o diretor-executivo da empresa, Albert Bourla, dizia que o tempo era “essencial” e pedia uma reunião “o mais rapidamente possível”.

Não há registro de resposta à tentativa de contato da Pfizer.

A carta chegou ao Ministério da Saúde por email no dia 15 de setembro de 2020. Ela passou por diversas secretarias e departamentos até que fosse decidido, em 29 de outubro, que caberia à secretaria-executiva as “possíveis providências” a serem tomadas.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO