'Governo não deveria ter interrompido auxílio emergencial', diz Mourão

Governo não deveria ter interrompido auxílio emergencial, diz Mourão
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta sexta-feira (16) que o auxílio emergencial não deveria ter sido interrompido no fim do ano passado.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, Mourão afirmou que o governo deveria ter percebido que a pandemia não iria acabar no dia 31 de dezembro.

“A curva da economia, a curva social, que foi a questão das linhas de crédito abertas, do auxílio emergencial que foi pago, ele deveria ter sido prolongado, tínhamos que ter entendido que a pandemia iria prosseguir, não iria terminar em 31 de dezembro do ano passado, para que a gente conseguisse manter essas duas curvas numa situação mais favorável possível.”

Depois da suspensão, o auxílio emergencial voltou a ser pago em abril. Serão quatro parcelas, que podem variar de R$ 150 a R$ 375 por mês.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO