Governo pressiona MDB para não perder controle de CPI da Covid

Governo pressiona MDB para não perder controle de CPI da Covid
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

A indicação dos parlamentares integrantes do bloco do MDB, PP e Republicanos para a CPI da Covid é vista por integrantes do governo como determinante para os destinos da investigação.

Esse bloco tem direito a três indicações entre os titulares. Até o momento, estão sendo cotados os senadores Renan Calheiros (MDB-AL), Eduardo Braga (MDB-AM) e Ciro Nogueira (PP-PI).

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), tem pressionado Eduardo Braga a recuar da indicação de Calheiros, hoje um declarado opositor do governo Bolsonaro. Com este movimento, o governo acredita que vai conseguir equilibrar as forças da CPI, no momento desfavoráveis ao Poder Executivo.

O Planalto contabiliza que os senadores Eduardo Girão (Podemos-ES), Ciro Nogueira (PP-PI) e o parlamentar que sairá do bloco do DEM, PL e PSC possam votar alinhados ao governo.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO