ACESSE

Governo propõe acordo entre partidos para candidato único à Presidência

Telegram

O Antagonista obteve cópia da proposta encaminhada pelo ministro Carlos Marun a lideranças partidárias, com o objetivo de reunir o apoio dos partidos em torno de uma candidatura única.

Seguem os tópicos.

1) Os partidos que promoveram o impeachment e participaram ou participam do governo celebram um pacto de seguirem juntos nas eleições presidenciais;

2) Todos os partidos que aderirem retiram as suas pré candidaturas;

3) Os partidos indicam cada um 2 nomes para a composição de uma comissão que elaborará no prazo de 15 dias um plano conjunto de governo, necessariamente moderno e realista;

4) Este plano é internamente discutido nos partidos pelo prazo de até 7 dias; e

5) Um colegiado formado pelos parlamentares federais filiados aos partidos, em reunião única, aprovam o plano de governo e, entre os pré-candidatos apresentados pelos partidos, em votação de dois turnos, escolhem os candidatos a presidente e vice-presidente do grupo.

Comentários

  • Rivellino -

    Haddad [do PT], todo c.a.ga.do Repare que o tal de Jacques Wagner tem cara de ladrão! Esse tal de Jacques Wagner: cheira a picareta de grau maior. Posso estar enganado, mas que tem “cara” tem! E Haddad, hein? Haddad?… Haddad, Intelectual da grande USP: [os alunos uspianos puxam saco desse picareta e encunha!) A. todo convencido de si. B. todo metido C. & todo ca.gad.o. (consulte no “Google Image” o seguinte título: “A cagona da Paulista” — pesquisem e pasmem! com as imagens vistas!).

  • CANDIDATO -

    Claro que o ponto de apoio deste projeto de governo será BARGANHA-PROPINA-ROBALHEIRA-SAQUES.AOS.COFRES.PÚBLICOS-INDULTO.PARA.TODOS.OS.CORRUPTOS!

  • Faroeste -

    Endireitando com Bolsonaro liderando

Ler 171 comentários