Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Governo quer privatizar Correios em julho de 2022, diz Fábio Faria

Prazo leva em conta tempo necessário para aprovação da proposta no Congresso e avaliação do edital pelo TCU; ministro vê 'última janela' para vender estatal
Governo quer privatizar Correios em julho de 2022, diz Fábio Faria
Foto: Cléverson Oliveira/Mcom

Em audiência nesta quarta (20) na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Fábio Faria (foto) disse que a intenção do governo é privatizar os Correios em julho do ano que vem.

A data para realizar o leilão da empresa leva em conta o tempo necessário para a aprovação da proposta pelo Congresso e a avaliação do edital pelo TCU.

O ministro das Comunicações fez a estimativa ao comentar o dispositivo do projeto que prevê a estabilidade por 18 meses para funcionários da estatal.

Faria afirmou também que os Correios têm perdido receitas com a entrega de encomendas e que, se a privatização não for aprovada agora, a iniciativa privada não terá mais interesse em adquirir a estatal.

“É a última janela que nós temos. Eu tenho certeza do que estou falando, nós não temos condições de voltarmos a discutir privatização dos Correios daqui a três, quatro anos. Ninguém vai ter interesse”, argumentou.

O ministro alegou ainda que, caso a privatização não ocorra, a tendência é que outras empresas “abocanhem” o filé dos serviços de logística, que é a entrega de encomendas, deixando para a estatal “apenas o osso” de seus serviços, a entrega de correspondências.

Mais notícias
TOPO