Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Documento mostra que governo pagou cachê de R$ 120 mil a Sikêra Jr

O apresentador bolsonarista participou de sete campanhas publicitárias do governo, entre dezembro de 2020 e abril de 2021
Documento mostra que governo pagou cachê de R$ 120 mil a Sikêra Jr
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O governo federal repassou R$ 120 mil de verbas públicas em cachê para o apresentador Sikêra Jr, da Rede Tv. Ele é amigo da família de Jair Bolsonaro e defensor do governo. A informação consta em documento entregue à CPI da Covid pela Secom.

A pasta realizou sete repasses para a empresa do apresentador, a José Siqueira Barros Junior Produções. Eles foram feitos de dezembro do ano passado até abril deste ano, com a justificativa de que Sikêra participou de sete campanhas publicitárias do governo.

Os desembolsos foram feitos pela Secom através da subcontratação das empresas PPR profissionais de publicidade reunidos e Calia/Y2 Propaganda e Marketing. Os valores foram registrados como “áudio-vídeo-pagamento de cachê”.

Em uma delas, Sikêra recebeu R$ 24 mil por uma campanha que orientou pessoas com suspeita de Covid a procurarem atendimento ainda nos primeiros sintomas da doença. Em outra, ganhou R$ 16 mil para participar da campanha Semana Brasil 2020“para celebrar a retomada, com segurança, da economia e dos empregos”.

O apresentador ainda ganhou mais R$ 24 mil em uma campanha para o lançamento da cédula de R$ 200, R$ 8 mil por uma de “combate ao mosquito Aedes”, R$ 20 mil para a campanha sobre “riscos de exposição de crianças na internet”, R$ 20 mil por uma sobre a “Semana Nacional do Trânsito” e R$ 8 mil para uma de uso consciente da água.

Em setembro do ano passado, Flávio Bolsonaro faltou a uma audiência do MPF no mesmo dia em que apareceu dançando e cantando no programa do apresentador, Alerta Nacional, da TV A Crítica. O presidente Jair Bolsonaro também esteve no programa no dia 23 de abril de 2021.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO