“Gravar presidente é gravíssimo”

Michel Temer sobre o episódio Marcelo Calero:

“Parece que ele gravou a conversa. Acho que gravar clandestinamente é indigno. Um ministro gravar o presidente da República é gravíssimo.”

Temer disse esperar que essa gravação “logo venha à luz”.