Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

'Grego' pede para não depor, mas CPI na Alesp aprova até condução coercitiva

Grego pede para não depor, mas CPI na Alesp aprova até condução coercitiva
Reprodução/Alesp

A CPI das Quarteirizações na Alesp confirmou nesta manhã a convocação do empresário Basile George Pantazis, conhecido como ‘Grego’.

O requerimento aprovado hoje prevê até “providências para condução coercitiva do depoente”, no caso de não-comparecimento.

No fim de setembro, a CPI aprovou requerimento “solicitando o comparecimento” de Pantazis e de Wilson Mello Neto, presidente da InvestSP. O texto não deixava claro se era convite ou convocação.

O objetivo dos depoimentos é prestar esclarecimentos sobre a aquisição de ventiladores hospitalares para o enfrentamento à pandemia.

Wilson Mello Neto já atendeu ao requerimento, e seu depoimento na CPI está marcado para a próxima quarta-feira (21).

Pantazis enviou aos deputados estaduais cópia de um esclarecimento enviado ao Ministério Público. No texto, pediu dispensa de um depoimento, ressalvando estar “à disposição para comparecer à oitiva” se restassem dúvidas.

O texto destaca a “absoluta regularidade” dos preços praticados e da conduta da empresa Hichens Harrison.

“Pelo jeito, ele não deseja depor mesmo”, disse hoje de manhã o presidente da CPI, Edmir Chedid (DEM). “Quando responde dessa forma, não quer contribuir com a CPI, não quer clarear a situação, não quer deixar as coisas transparentes”.

“Quem não tem o que esconder vai até onde tiver que ir para deixar tudo transparente”, acrescentou Chedid.

O depoimento de Pantazis ainda não tem data marcada.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO