Grupo discutirá nova reforma trabalhista

Uma portaria publicada hoje no Diário Oficial da União estabelece a criação de um grupo de trabalho instaurado com o objetivo de discutir novas mudanças na legislação trabalhista.

O grupo terá 90 dias para apresentar propostas à Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

“A nossa ideia não é simplesmente apresentarmos um projeto de lei, mas termos um documento para começar a discutir de uma forma mais ampla com a sociedade e o Parlamento brasileiro”, disse Rogério Marinho, secretário especial da Previdência.

Comentários

  • Arthur -

    Onde estão os novos empregos que a reforma iria criar? Só gerou maior informatização. O que querem é o ze povinho trabalhando por 15 horas diárias para receber 10 dólares por dia. Vergonha

  • Roberto -

    Cadês os empregos que a reforma trabalhista do Temer iria criar??? Pfiuuu.... só retirou direitos.... Mas já sabemos que a imprensa jabá vai apoiar!!!

  • Geovani -

    A CLT deveria ter só um artigo. 1) O Governo/Sindicato/Justiça não devem regular a negociação que ser faz entre o empregador/empregado.

Ler 13 comentários