ACESSE

Grupo empresarial da ex-mulher de Wassef faturou R$ 12,6 milhões com Weintraub no MEC

Telegram

A Globalweb Outsourcing, empresa fundada por Maria Cristina Boner Leo, ex-mulher de Frederick Wassef, fechou um total de R$ 12,6 milhões em contratos com o Ministério da Educação, na gestão de Abraham Weintraub.

Em fevereiro, a empresa – administrada por Bruna Boner, filha de Cristina – foi contratada por R$ 8,7 milhões para prestar serviços de “gerenciamento técnico, operação e sustentação de infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação”.

Do valor total, R$ 7,2 milhões serão pagos neste ano, e R$ 1,4 milhão em 2021.

O outro contrato, de R$ 3,9 milhões, foi assinado com a Fundação Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) em 31 de dezembro do ano passado. Na época, ainda comandava o fundo Karine Silva dos Santos, aliada de Weintraub.

No total, a Globalweb Outsourcing faturou R$ 41,6 milhões no governo de Jair Bolsonaro.

Como informamos na semana passada, a Dínamo Networks, também ligada a ela, tem contrato no Banco Central, orçado em R$ 1 milhão, para fornecer módulos de segurança criptográfica do novo sistema de pagamentos instantâneos (PIX).

 

Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) realiza audiência pública com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, para prestar informações sobre problemas na realização do Enem e para tomar conhecimento dos programas a serem implementados pelo Ministério. Em pronunciamento, ministro de Estado da Educação, Abraham Weintraub. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Leia mais: O que Moro pensa sobre o Brasil? Clique e saiba mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 117 comentários