ACESSE

Guedes: "Hoje houve uma debandada"

Telegram

Paulo Guedes afirmou há pouco que o Ministério da Economia sofreu uma debandada hoje.

Como mostramos, Salim Mattar, secretário especial de Desestatização e Privatização, e Paulo Uebel, secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, pediram demissão.

“O Mansueto [Almeida] ficou conosco um ano além do combinado, em uma atitude generosa. O Caio [Megale] tinha chegado um pouco depois, saiu um pouco antes também. Agora, saiu o Rubem Novaes. Está cansado, tem 75 anos e prefere ficar perto dos netos. Ele também não gostou dos ares de Brasília. Ele explica depois que ares são esses. Eu dizia a ele que queria vender o Banco do Brasil, mas ele dizia: ‘Ah, o presidente não quer’.”

E acrescentou:

“Por mim, eu privatizava todas as estatais. Mas nós não conseguimos nem duas ou três. Isso é preocupante. O trabalho não está andando nessa dimensão. É natural que o governo esteja preocupado, que o secretário estivesse preocupado também, e, da mesma forma, se a reforma administrativa trava (…). Hoje houve uma debandada. A nossa reação à debandada que ocorreu hoje vai ser avançar com as reformas.”

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 91 comentários