Guerra de pesquisas

Goiás ilustra a guerra de pesquisas neste período pré-campanha.

Há poucos dias, um instituto divulgou que Ronaldo Caiado estava bem à frente na disputa pelo governo. Hoje, outro instituto mostra José Eliton, o candidato de Marconi Perillo, liderando a disputa. E Marconi no topo das intenções de voto para o Senado.

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 18 comentários
  1. Indústria das pesquisas fakenews! O desempenho de Jair Bolsonaro está subavaliado. O Mito, hoje, tem algo em torno de 40 a 45% das intenções de voto. Se botar joyce Hasselmann como vice-presidente na chapa vai levar fácil ainda no primeiro turno com o apoio das fêmeas.
    VIVA BOLSONARO/JOYCE 2018!

  2. o Brasil é tudo vergonhoso, a “democracia” proibiu a Jovem Pan de fazer pesquisas, quem conheceu as pesquisas da Jovem Pan lembra da credibilidade e acerto.A “democracia” Civil considerou que as pesquisas da Jovem Pan não era científica. Corretas e Cientificas são essas pesquisas sem credibilidade?

  3. As pesquisas demonstram a intenção de voto mais interessante para quem paga a sua feitura. Convenhamos, isso não deixa de ser uma forma de corrupção. Já passou da hora das autoridades tratarem o assunto com mais seriedade.

  4. Acho que se passaram um pouco Antagonista, já que ele não assumiu a liderança.
    Ao menos fui atrás e vi que na verdade ele não passou a liderar, “apenas” apareceu com 15% a mais do que a outra. E digo mais, o instituto que fez esta última pesquisa é só elogios para o candidato que subiu.