ACESSE

Guerra interna do PSL domina pauta do Conselho de Ética

Telegram

O Conselho de Ética da Câmara deve retomar nesta quarta-feira a discussão, interrompida ontem, sobre uma punição a Filipe Barros (PSL-PR).

O primeiro item da agenda é representação contra Barros assinada pelo PT. As outras cinco representações em pauta, todas também contra deputados federais do PSL, foram assinadas pelo presidente nacional do próprio PSL, Luciano Bivar.

O PT entrou com representação contra Barros pelo que ele falou na CPMI das Fake News em 5 de novembro. Na ocasião, Barros disse: “convém lembrar aqui a íntima relação do Partido dos Trabalhadores com o PCC. São diálogos cabulosos…”.

Interpelado nesse momento pelo senador Humberto Costa (PT-PE), Barros retrucou: “é verdade ou fake news o apelido Drácula?”, e depois: “é vampiro, então!”.

A representação contra Barros é a única cujo parecer já foi publicado no site da Câmara.

O segundo item da pauta é a representação contra Eduardo Bolsonaro por ofensas à colega Joice Hasselmann.

O terceiro item envolve Carla Zambelli, por republicar mensagens a favor da ala bolsonarista durante o racha do PSL e, em entrevista ao Estadão, acusar, sem provas, Luciano Bivar de prometer R$ 2 milhões aos deputados que ficassem com ele.

Daniel Silveira foi alvo de representação por ter gravado parte de uma reunião do PSL em 16 de outubro, e, segundo o texto, ter “manipulado” manifestações.

Carlos Jordy é acusado de abuso das prerrogativas por ter acusado de “traição” e “patifaria” a ala do partido contrária à liderança de Eduardo Bolsonaro.

E Filipe Barros é alvo de uma segunda representação contra ele, desta vez assinada pelo PSL. Ele acusou indiretamente Joice Hasselmann de “rodar apartamentos funcionais de madrugada oferecendo mundos e fundos” e republicou mensagem mostrando que Bolsonaro teria levado “várias” facadas pelas costas.

Leia também: Bolsonaro, o presidente refém.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 4 comentários