A guerra do tráfico em estado governado pelo PT

Este trecho do Globo deste sábado resume a realidade do estado governado pelo petista Camilo Santana, que sucedeu Cid Gomes, irmão de Ciro:

“Em um intervalo de menos de três semanas, a chacina no bairro Cajazeiras, que deixou 14 mortos, e o duplo homicídio que envolveu Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, expoente do PCC, colocou Fortaleza, capital do Ceará, no centro da atenção da Segurança Pública.

A violência não é novidade no estado, com alto índice de homicídios, mas a configuração do crime passou por transformações nos últimos três anos. Há uma disputa territorial pelo tráfico entre PCC e Guardiões do Estado contra o Comando Vermelho, do Rio, e a FDN, do Amazonas.”

Um promotor ligado ao Gaeco disse ao jornal:

“O PCC age como cérebro dentro do presídio. Não é uma união formalizada, mas ele está unido com o GDE para rivalizar contra o avanço do Comando Vermelho, que se uniu à FDN — diz um promotor ligado ao Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas, o Gaeco, do Ceará.”

Comentários

  • contribuinte -

    Já era. Se os governos não conseguem sequer tomar conta de presídios, não serão capazes de nada.

  • Mário -

    Vai ver porque o PT dá apoio as facções das FARCs que historicamente tinham ligações e eram apoiadas pelo partido.

  • Hilber -

    Há muito tempo que o Ceará vem sendo procurado por traficantes do centro-oeste do país. é muito comum em algumas cidades interioranas se ouvir falar da compra de imóveis no que parece ser lavagem de dinheiro posto que se pagam valores irreais por esses. Os governantes têm aberto as portas do estado com novos portos, um de carga e outro de passageiro, além de novos aeroportos e rotas aéreas internacionais, isso atrai o tráfico com a possibilidade de novas rotas pra outros continentes. Não há nada de errado no estado que promove o progresso e a autossustentabilidade, não. Mas é imprescindível que se olhe para todo o contesto, olhando onde se encaixarão os variados seguimentos da sociedade incluindo, aí, os os que chegam, migrando em busca de seu quinhão desse propalado progresso.

Ler 84 comentários