Gustavo Nogy: "A necessidade da redescoberta"

Gustavo Nogy: “A necessidade da redescoberta”
Foto: Reprodução/arquivo pessoal

O escritor Gustavo Nogy, em artigo para a edição especial da Crusoé:

“Os editores da Crusoé me convidaram para falar de cultura. Ou das expectativas para a cultura brasileira no ano que vem — presumindo que exista um ano que vem, e que antes não sejamos (merecidamente) consumidos pelas chamas amazônicas, dizimados pela Covid-19, enlouquecidos pelo Bolsonaro-17, extinguidos por qualquer outra desgraça de proporções bíblicas que esteja a caminho.

Fico tentado a responder, como o Barão de Itararé, que de onde nada se espera, daí é que não sai nada mesmo. Essa é a resposta curta para o leitor apressado: nada. Mas vou explicar isso melhor em 8 mil caracteres.”

LEIA AQUI o artigo completo na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: Quem são os integrantes do primeiro escalão de Joe Biden, cuja composição foi marcada pela previsibilidade.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 4 comentários
TOPO