Há um ano, Bolsonaro prometeu não recriar CPMF

No dia 19 de setembro do ano passado, Jair Bolsonaro refutou, pelo Twitter, rumores de que poderia apoiar a recriação da CPMF.

“Ninguém aguenta mais impostos, temos consciência disso. Boa noite a todos”, postou o então candidato.

O imposto sobre pagamentos integra agora a reforma tributária a ser proposta pelo governo. A alíquota deve variar entre 0,2% e 0,4%.

Comentários

  • opɹɐnpǝ -

    Com toda as contradições e desmando, Bolsonaro é o melhor presidente civil que já tivemos. Se a sociedade não o quiser em 2022 problema dela mas por enquanto terão que engoli-lo.

  • Trom -

    Reforma trabalhista de Temer, nada de emprego! Reforma RGPS , para diminuir renda dos aposentados! Agora volta da CPMF , que cambada de traidores, aumentar o caixa assim é muito fácil!

  • Jorge -

    E agora brasil? Que bom estamos armados.isso bolsinaro conseguiu.como ele ja tinha falado.se morrer 30 mil faz parte.sim vamos morrer mas de fome.pois quem compra arma de 8 mil é rico.nao pobre.

Ler 385 comentários