ACESSE

HACKERS TENTARAM INVADIR CELULARES DE 84 PESSOAS

Telegram

Uma perícia da Polícia Federal identificou que 84 pessoas, incluindo autoridades dos Três Poderes e jornalistas, foram alvos de tentativas de invasão feitas pelo grupo de preso na Operação Spoofing, informa o Globo.

Na lista, estão o presidente Jair Bolsonaro e seus filhos, os ex-PGRs Raquel Dodge e Rodrigo Janot, além de membros do Judiciário e procuradores da Lava Jato.

Claudio Dantas, de O Antagonista, foi alvo de 12 tentativas. Os hackers também tentaram por três vezes invadir o celular de Igor Gadelha, da Crusoé.

Confira a relação:

Rodrigo Janot (ex-PGR) – 76

Deltan Dallagnol – 37

Luciano (sobrenome não identificado) – 28

Thaméa Danelon (procuradora, ex-coordenadora da Lava-Jato de São Paulo) – 22

Orlando Martello Junior (procurador da Lava-Jato de Curitiba) – 21

Alexandre de Moraes (ministro do STF) – 13

Nicolao Dino (subprocurador aliado de Janot) – 13

Claudio Dantas (jornalista do site O Antagonista) – 12

João Otávio de Noronha (atual presidente do STJ) – 10

Eduardo Bolsonaro (deputado) – 10

Rodrigo Maia (presidente da Câmara) – 10

José Augusto Vagos (procurador da Lava-Jato do Rio) – 10

Márcio Barra Lima (ex-coordenador da Força-Tarefa Greenfield do MPF) – 10

Paulo Gomes Ferreira Filho (procurador da Lava-Jato do Rio) – 10

Delegado Francischini (ex-deputado federal) – 9

Paulo (chefe de gabinete do presidente do Senado Davi Alcolumbre) – 9

André Wasilewski Dusczak (juiz federal) – 9

Roberson Pozzobon (procurador da Lava-Jato de Curitiba) – 9

Raquel Dodge (ex-PGR) – 9

Thiago Lacerda Nobre (coordenador da Lava-Jato em SP) – 9

Felipe Francischini (deputado federal) – 8

DPF Edson (delegado da PF de SP) – 8

Luiz Philippe O. Bragança (deputado federal) – 8

Januário Paludo (procurador da Lava-Jato em Curitiba) – 8

Wagner do Rosário (ministro da CGU) – 7

Luís Felipe Salomão (ministro do STJ) – 7

Gleisi Hoffmann (deputada) – 7

Paulo Teixeira (deputado) – 7

Joice Hasselmann (deputada) – 7

Deltan (outro número do procurador) – 7

Eduardo Bolsonaro (deputado, outro número) – 7

Flávio Bolsonaro (senador) – 7

Presidente Bolsonaro Reservado (presidente da República) – 7

Presidente Bolsonaro telefone funcional (presidente da República) – 7

Coronel Hideo (não identificado) – 6

Baleia Rossi (deputado) – 6

Tiago Ayres (advogado do PSL e de Bolsonaro) –  6

Cid Gomes (senador) – 6

Marisa Ferrari (procuradora da Lava-Jato do Rio) – 6

Kim Kataguiri (deputado federal) – 6

Abel Desembargador (desembargador do TRF-2) – 5

Eduardo El Hage (coordenador da Lava-Jato do Rio) – 5

Júlio Carlos Noronha (procurador da Lava-Jato de Curitiba) – 5

Isabel Groba (procuradora da Lava-Jato de Curitiba) – 5

Karen Louise (procuradora da Lava-Jato de Curitiba) – 5

Luiza Frischeisen (subprocuradora, foi candidata a PGR pela lista tríplice) – 5

DGP SP Youssef (não identificado) – 4

Ministro Sergio Moro (ministro da Justiça) – 4

Zampieri (ajudante de ordens da Presidência) – 4

Carlos da Costa (secretário especial de Produtividade do Ministério da Economia) – 4

Gabriela Hardt (juíza federal da Lava-Jato de Curitiba) – 4

DPF Rafael Fernandes (delegado da PF) – 4

Andrey Borges de Mendonça (procurador da Lava-Jato em SP) – 4

Eduardo Pelella (procurador e ex-chefe de gabinete de Janot) – 4

Flávia Cecília Blanco (não identificado) – 3

Abraham Weintraub (ministro da Educação) – 3

Dep. Luiz Philippe Bragança (deputado) – 3

Eduardo Paes (ex-prefeito do Rio) – 3

Lamoso (ajudante de ordens do governo de SP) – 3

Pezão (ex-governador do Rio) – 3

Flávio Lucas (não identificado) – 3

Igor Gadelha Crusoé (jornalista da Crusoé) – 3

Pedro Bial (jornalista da TV Globo) – 3

André Luiz Morais de Menezes (não identificado) – 3

Danilo Dias (procurador e ex-coordenador da área criminal de Janot) – 3

Douglas Fischer (procurador e ex-coordenador da Lava-Jato de Janot) – 3

Rudson Coutinho da Silva (não identificado) – 3

Abílio Diniz (empresário) – 2

Davi Alcolumbre (presidente do Senado) – 2

Dr. Francisco (não identificado) – 2

Maira (não identificado) – 2

Marcelo Barbieri SRI/Segov (foi secretário de Relações Institucionais do governo Michel Temer) – 2

Athayde Ribeiro da Costa (procurador da Lava-Jato de Curitiba) – 2

General Braga Neto (atual chefe do Estado-Maior do Exército) – 2

MRE Filipe (Ministério das Relações Exteriores) – 2

Mario Carvalho FSP (jornalista da Folha de S.Paulo) – 2

Paulo Guedes (ministro da Economia) – 2

Reis Friede des TRF2 (atual presidente do TRF-2) – 2

Rosangela (mulher do ministro Sergio Moro) – 2

Diogo Castor de Mattos (ex-procurador da Lava-Jato de Curitiba) – 2

Gabriel da Rocha (não identificado) – 2

Paulo Roberto Galvão (procurador da Lava-Jato de Curitiba) – 2

Silvio Amorim (não identificado) – 2

Arolde de Oliveira (senador) – 1

Marcelo Bretas (juiz federal da Lava-Jato do Rio) – 1

Oswaldo Jose Barbosa da Silva (corregedor-geral do MPF) – 1

PF confirma: Greenwald falou com preso por invasão do Telegram. SAIBA TUDO

Comentários

  • DULCE -

    Tem gente que consta dessa lista só para despistar...

  • Uirá -

    Só isto? Considerando que eles tiveram que invadir os celulares dos comparsas para poder despistar e os mais de 900 que foram falados quando eles foram presos? Pelo menos uns 100 devem ser do esquema.

  • Maria -

    PT nem pensar?? Um ou outro, uma ou duas vezes?? O objetivo era mesmo Procuradores, Curitiba??? Lula livre???? Está mesmo na hora abrir a cela e trancar tdos, vamos ministro Moro e PF.

Ler 67 comentários