ACESSE

Haddad acusa Bolsonaro de crime eleitoral por visita ao Bope

Telegram

A campanha de Fernando Haddad pediu que o Ministério Público Eleitoral investigue a visita de ontem de Jair Bolsonaro à sede do Bope no Rio, informa o UOL.

Os advogados de Haddad alegam que a visita do candidato do PSL configura crime eleitoral, pois a legislação proíbe atos de campanha dentro de prédios públicos.

Caberá à Procuradoria-Geral Eleitoral –chefiada pela PGR, Raquel Dodge– avaliar a representação da campanha petista. Se a PGR vir irregularidade no caso, poderá pedir abertura de ação no TSE.

Quantas histórias já esconderam de você nesta eleição? Nós vamos revelá-las AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 251 comentários