​Haddad desidratado

A proposta de governo de Fernando Haddad para um segundo mandato à frente da Prefeitura de São Paulo tem 88 páginas a menos do que a apresentada quatro anos atrás, informa a Coluna do Estadão.

Saíram as promessas mentirosas, mas ainda restam 37 páginas de autoelogios.

Faça o primeiro comentário