Haddad e a vingança da ciclofaixa

O Antagonista desconfia de que o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, está usando o seu programa de ciclofaixas (O quilômetro custa 650 mil reais, em média) para castigar adversários políticos. É fácil: sem nenhum critério, a prefeitura manda pintar uma ciclofaixa na rua do sujeito que ousa discordar do “Prefeito Suvinil”. Desse modo, interdita para estacionamento um dos lados, enfeia o local com o vermelho PT no chão e, consequentemente, desvaloriza as casas que têm essa maravilha na porta.

A nossa desconfiança ganhou mais ares de certeza depois que recebemos a foto da ciclofaixa feita na rua onde mora um dos adversários de Fernando Haddad. Em ladeira íngreme na sua maior extensão, ela vai do nada a lugar nenhum. O lugar nenhum, aqui, não é força de expressão. A ciclofaixa termina num muro, como pode ser visto abaixo:

Fernando Haddad é mesmo o fim da linha.