ACESSE

Haddad repassa R$ 2,1 milhões a dois marqueteiros delatados na Lava Jato

Telegram

A campanha de Fernando Haddad repassou 2,1 milhões de reais para os marqueteiros Giovane Favieri e Valdemir Garreta, delatados na Lava Jato.

Diz o Estadão:

“Giovane Favieri, réu por suposta lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato, e Valdemir Garreta, colaborador no Peru em investigação sobre caixa dois da Odebrecht, receberam R$ 2,1 milhões da campanha de Fernando Haddad à Presidência da República nas eleições de 2018. Sócios na empresa Rental, eles locaram equipamentos e estrutura de gravações à candidatura do petista, em despesa datada da última terça-feira, 25, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral.”

Valdemir Garreta, marqueteiro de Lindbergh Farias, foi o operador da Odebrecht na campanha de Ollanta Humala, o presidente do Peru eleito pelo esquema de Lula (leia aqui).

Giovane Favieri, por outro lado, recebeu recursos da Schahin no episódio do empréstimo a José Carlos Bumlai (lei aqui).

Renan promete barrar os planos de Sergio Moro. Confira agora

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 65 comentários