Hardt manda soltar cunhada de Vaccari

A juíza Gabriela Hartd, que substitui Sergio Moro na primeira instância da Lava Jato no Paraná, mandou soltar Marice Correa Lima, cunhada do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

Ela negou pedido do Ministério Público para converter a prisão temporária em preventiva, que não tem data definida para acabar.

Marice foi presa na última sexta (23), na 56ª fase da operação, que apura superfaturamento na construção da sede da Petrobras em Salvador. O custo passou de R$ 320 milhões para R$ 1,3 bi.

A cunhada de Vaccari é suspeita de intermediar pagamento de propina em espécie. Hardt não renovou a prisão, por falta de indícios de que ela ainda esteja cometendo crimes, ocultando patrimônio ou atrapalhando as investigações.

A juíza impôs medidas cautelares como proibição de deixar o país e de manter contatos com outros investigados.

O "velho Brasil" contra-ataca a Lava Jato e Sergio Moro. Prepare-se para combater esse “velho Brasil”. AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Hardt usou de sabedoria, mostrando que é isenta tanto para condenar quanto para liberar. Eu penso numa “Janela de Overton” para pressionar mais o Vaccari, pois a cunhada tende a delatar p/ zerar.

    1. É por aí Antonio. Via de regra, laranjas não tem estrutura emocional e psíquica para suportar “trambiques” dessa ,magnitude. Vaccari só não delata porque teme pelos seus.É um vivo morto.

Ler mais 16 comentários
  1. Hardt usou de sabedoria, mostrando que é isenta tanto para condenar quanto para liberar. Eu penso numa “Janela de Overton” para pressionar mais o Vaccari, pois a cunhada tende a delatar p/ zerar.

    1. É por aí Antonio. Via de regra, laranjas não tem estrutura emocional e psíquica para suportar “trambiques” dessa ,magnitude. Vaccari só não delata porque teme pelos seus.É um vivo morto.