Hashtag analisa HDs, celulares e redes sociais

Dentre os motivos alegados pelo juiz Marcos Josegrei para prorrogar a prisão temporária dos 12 suspeitos de ligação com o Estado Islâmico, está a falta de tempo para periciar o material apreendido pela Polícia Federal.

“A despeito dos esforços evidentes, a complexidade dos fatos em investigação e a quantidade de indivíduos envolvidos justifica a não conclusão da análise do material coletado, no prazo de 30 dias”, diz Josegrei em seu despacho.

Segundo ele, ainda aguardam perícia 27 HDs, 14 celulares e tablets, 15 DVDs e CDs, 12 pen-drives e outros dispositivos digitais. Também estão sendo analisadas 4 mil páginas de atividades dos suspeitos em redes sociais.

Faça o primeiro comentário