Herdeiro da OAS paga R$ 29 milhões para ser solto

A defesa de Cesar Mata Pires Filho, herdeiro da OAS, apresentou à Justiça Federal o comprovante do depósito de R$ 28,9 milhões relativo à fiança estipulada como condição para a libertação do empreiteiro, informa a Folha.

O valor foi determinado pela juíza Gabriela Hardt, substituta de Sergio Moro, que considerou que o montante equivale às vantagens indevidas distribuídas pela OAS durante a construção da Torre Pituba, sede da Petrobras na Bahia.

Mata Pires Filho é acusado de participar de um esquema de fraude, superfaturamento e desvio de verbas da obra, feita com dinheiro do fundo de pensão Petros. Ele está preso na carceragem da PF de Curitiba desde 26 de novembro.

Reforma da Previdência, privatizações, Bolsa Família... Saiba o que Bolsonaro deve fazer AQUI

Hardt já expediu o alvará de soltura do empreiteiro.

Comentários

  • Alexandre -

    28,9 milhões dados....o resto ficou para usufruto pessoal do bandido. Brasil sil sil!!!!!!

  • Magalhães -

    29 milhões é troco. Siga o dinheiro, paraísos fiscais e outros.

  • Mind -

    Só???????????????? Tinha q ser 1 bilhão pelo menos !

Ler 20 comentários