“HIV era voltado para classe específica que tinha comportamento sexual diferenciado”, diz Bolsonaro

“HIV era voltado para classe específica que tinha comportamento sexual diferenciado”, diz Bolsonaro
Foto: Marcos Corrêa/PR

Ao tentar defender a prescrição de remédios experimentais para tratamentos médicos, o presidente Jair Bolsonaro afirmou agora há pouco que o HIV foi contraído essencialmente por “classe especifica que tinha comportamentos sexuais diferenciados”.

“Depois, tivemos a questão da Aids. No início dos anos 1980. Naquela época, o que foi usado para combater o HIV? Foi o coquetel AZT (azidotimidina). Era comprovado cientificamente? Não. Caso não tivesse sido usado, não chegaríamos no futuro ao coquetel. Que dá quase uma condição de vida normal a aquele que contraiu o vírus”, disse Bolsonaro, em solenidade na cidade de Chapecó (SC).

Ele ainda prosseguiu: “Agora, por que não se combateu também? Porque o HIV era voltado para uma classe especifica que tinha comportamentos sexuais diferenciados e também se contraía via compartilhamento de agulhas. E ninguém foi contra. Isso foi ou não algo off label. Algo fora da bula? Foi”.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO