Homem da mala na 1ª instância

Rodrigo Janot se manifestou contra recurso da defesa de Rodrigo Rocha Loures, o homem da mala com R$ 500 mil da JBS que não eram para Michel Temer.

O procurador-geral defendeu que a denúncia contra o ex-deputado continue na primeira instância. Segundo ele, a análise da denúncia por corrupção passiva contra Rocha Loures não é “julgamento indireto” do presidente.

Edson Fachin, relator do inquérito em que são investigados Temer e Rocha Loures, já havia optado por desmembrar o caso e enviar a parte do ex-deputado à Justiça Federal do DF.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Ler mais 8 comentários
    1. PODE DESMEMBRAR, NÃO TEM PROBLEMA. ESSE PROCESSO CAIRÁ NO COLO DO juiz federal Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, QUE TEM A MÃO PESADA QUANDO SE TRATA DE LADRÕES DO DINHEIRO PÚBLICO.

    2. Muito simples. É só oferecer o mesmo acordo que fizeram com os açougueiros de instituições.
      Por que não faz ? Por que Janopt não é carinhoso com o Loures como foi com os 2esley ?
      Será porque o Loures não confessou mais de 200 crimes ?
      Vái Janopt ! Mais amor com o Loures !

    3. Isso é o famoso “me engana que eu gosto”, é evidente que nem ele, nem Fachin queiram realmente que Loures abra o bico, Loures pode complicar mais a vida da JBS, do que complicar a vida de Temer

    4. POR QUE JANOT NAO PEDIU A PRISAO DO CARA DA MALA , HUM….. TAVA COM TANTA PRESSA EM ARRANCAR O TEMER DA PRESIDENCIA NO FIM NAO PRENDEU O ROCHA LOURES DA MALA POR QUE, VOCES SABEM… DIGAM AI