Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Hospital terá que explicar vídeo em que Jefferson "ora em desfavor de Xandão"

Preso em agosto por determinação de Moraes por causa de ataques às instituições democráticas, o ex-parlamentar foi internado após ter passado por problemas de saúde
Hospital terá que explicar vídeo em que Jefferson “ora em desfavor de Xandão”
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Alexandre de Moraes, do STF, mandou o secretário de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro e o diretor do Hospital Samaritano Barra se manifestarem em 24 horas sobre um vídeo em que o presidente do PTB, Roberto Jefferson (foto), diz que reza contra o ministro. O vídeo, publicado no site Metrópoles, teria sido enviado a aliados na última quinta-feira (14).

No vídeo, o ex-parlamentar segura uma Bíblia, cita diversas vezes Alexandre de Moraes e afirma: “Oro em desfavor de Xandão. Seja vestido com a vergonha e esmague, Pai, a tirania”.

“Oficie-se ao Secretário de Estado de Administração Penitenciária do Estado do Rio de Janeiro e ao Diretor do Hospital Samaritano Barra para que informem a esta Corte, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, as circunstâncias da gravação e divulgação do vídeo gravado pelo custodiado Roberto Jefferson, em 14/10/2021, em desrespeito ao cumprimento das medidas restritivas impostas”, escreveu o ministro.

Na semana passada, o ex-deputado e presidente do PTB deixou o hospital no Rio onde esteve internado. Ele saiu escoltado por policiais federais para voltar à penitenciária de Bangu 8. Moraes, um dia antes, determinou o “imediato retorno” para a prisão, após receber informações do hospital de que ele já estava em condições de receber alta.

Preso em agosto por determinação de Moraes em razão de ataques às instituições democráticas, Jefferson foi internado após ter passado por problemas de saúde na prisão.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO