Hotel em NY é pressionado para não receber homenagem a Bolsonaro

Depois de o Museu de História Natural de Nova York desistir de sediar uma homenagem a Jair Bolsonaro, a rede de hotéis Marriott, para onde o evento foi transferido, está sob pressão para cancelar a cerimônia, informa O Globo.

O senador estadual Brad Hoylman enviou uma carta ao grupo de hotéis na qual diz que o presidente brasileiro é um “homofóbico perigoso e violento, que não merece uma plataforma pública de reconhecimento em nossa cidade”.

Hoylman, que é do Partido Democrata e homossexual, pediu que o Marriott Marquis, na Times Square, não receba o evento de entrega a Bolsonaro do prêmio Pessoa do Ano da Câmara de Comércio Brasil-EUA.

Comentários

  • Fernando -

    Depois que o Pinto de Portugal rejeitou o Jean Willis a Comunidade rôsca solidária começou a manifestar sua Heterofobia ! Não a toa Novas York aos pouco vira um Lixão ! Trump tem que limpar a cid

  • Goretti -

    Só podia ser uma coisa louca! Porque Bolsonaro não tem estas características. Apenas não concorda com deformações como coisa normal. E não é! A minoria quer que a maioria acate como tal.

  • Afonso -

    Esquerdista nojento, tem em todo lugar do mundo! Acho que os americanos decentes deviam dar a devida resposta!

Ler 249 comentários