Humberto Martins ganha força para o Supremo

Humberto Martins ganha força para o Supremo
Foto: CNJ

O Antagonista apurou que Jair Bolsonaro tem sido aconselhado a nomear Humberto Martins, atual presidente do STJ, para a vaga de Marco Aurélio Mello no Supremo.

O decano se aposenta no dia 5 de julho e o anúncio do substituto está programado para o início de maio.

Martins tem o apoio da ala anti-lavajatista do próprio STF e de grandes bancas de advogados, que incluem ex-ministros.

O presidente do STJ foi um dos padrinhos da indicação do diretor-geral da PF, Paulo Maiurino, que cuidava do inquérito de bolso aberto com base nas mensagens roubadas da Lava Jato.

Um dos objetivos da investigação, suspensa temporariamente por Rosa Weber, é apurar as negociações da delação de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS que fez acusações contra o ministro.

O presidente do STJ também tem seu filho Eduardo Martins no alvo da Lava Jato do Rio, que acusa o advogado de vender influência na Corte.

A confirmação do nome de Martins será uma surpresa para João Otávio de Noronha, que tanto fez para ajudar a família Bolsonaro.

Também frustrará André Mendonça e Augusto Aras. Mas neste caso ainda restará a vaga de Martins no STJ para acomodar um deles.

Como disse Gilmar Mendes ao advogado-geral da União, em julgamento na semana passada, “os bobos ficaram fora da Corte”.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
TOPO