Ícone do petrolão

A PF indiciou Glauco Legatti, ex-gerente da Refinaria de Abreu e Lima, por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Ele levou dinheiro da Odebrecht, da Galvão Engenharia e do lobista Shinko Nakandakari, informa o Estadão, durante a construção desse ícone da roubalheira nacional.