Igreja (Católica) fará de tudo para eleger Crivella

A cúpula da Igreja Católica no Rio de Janeiro está em polvorosa.

A situação ficou tensa depois que um grupo de padres divulgou um manifesto em defesa do candidato do PSOL, Marcelo Freixo, usando o nome da arquidiocese:

Dom Orani Tempesta, o arcebispo, reagiu: o cardeal não somente condenou a nota assinada pelo grupo de religiosos, como, sem citar o nome de Freixo, defendeu não ser possível “compactuar com posições que entram em confronto com princípios contrários aos valores cristãos, tais como o respeito à vida e a clara oposição ao aborto e à eutanásia” — aqui a íntegra da nota do cardeal.

O Antagonista soube que a eleição de Marcelo Crivella no próximo domingo virou, embaraçosamente, uma “questão de fé” para a Igreja do Rio.

Faça o primeiro comentário