Imbassahy: Pasadena é um caso bem vivo

Depois de Dilma Rousseff dizer que a responsabilidade do Conselho de Administração da Petrobras no pior negócio do mundo, a compra da refinaria de Pasadena, havia sido “arquivada”, o Antagonista ouviu o deputado tucano Antonio Imbassahay.

Ele foi vice-presidente da CPI da Petrobras na Câmara, em 2015, e diz que nada foi arquivado, não.

“A CPI ouviu Luciano Coutinho, que também foi presidente do Conselho da empresa, Graça Foster, Sérgio Gabrielli e Paulo Roberto Costa. Ficou clara a responsabilidade do Conselho de Administração, então presidido por Dilma, na compra de Pasadena. Os relatos foram entregues ao TCU. Finalmente, o tribunal resolveu tomar providências e deve bloquear os bens de Dilma e dos ex-conselheiros”, afirma Imbassahy.