Impeachment aprovado

Helio Gurovitz, do G1, cruzou os levantamentos do Vem Pra Rua, do Estadão e do Datafolha e concluiu que o impeachment pode contar, hoje, com 335 votos – 7 a menos do que o necessário para afastar Dilma Rousseff.

Se Eduardo Cunha “cumprir seu plano de chamar verbalmete os ausentes várias vezes e deixar para o final os deputados de Estados majoritariamene contrários ao impeachment, porém, não será difícil chegar aos 342 votos”.

Helio Gurovitz aposta que o impeachment será aprovado “por uma votação apertada”. O Antagonista bate na madeira.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 17 comentários
  1. Desobediência civil, é uma forma de protesto político, feito pacificamente, que se opõe a alguma ordem que possui um comportamento de injustiça ou contra um governo visto como opressor pelos desobedientes. A desobediência civil está no mesmo patamar jurídico do direito de greve e o direito de revolução. Se a lei não for um instrumento de realização da justiça, o seu descumprimento é legítimo. Vale como uma espécie de legítima defesa contra a arbitrariedade e a injustiça.

  2. O povo tem que fazer com que a vida destas figuras nefastas se torne impossível no Brasil. Cada um colaborando da sua maneira, acabará com que eles tenham que se refugiar nos calabouços escuros do planeta para o resto de suas vidas infames.

  3. O Estadao de hoje diz que há 56 indecisos, 10 que não quiseram revelar seus votos e outros 103 que não foram encontrados pelo jornal. Como não acham os deputados? Eles não trabalham no Congresso? Acredito que são apoiadores da Dilma e responsaveis pelo fim do impeachment!

  4. Por 12 mil dólares no Panama, o primeiro ministro da Islândia renunciou. Aqui são bilhões, quiça trilhões e todo mundo fica tranquilo. Por que essa diferença meu Deus?