Impeachment? É pouco

O impeachment de Dilma Rousseff.

Na campanha de 2014, a UTC deu mais de 30 milhões de reais ao PT.

O partido alega que esse dinheiro entrou legalmente em seu caixa, mas Ricardo Pessoa pode demonstrar que ele saiu ilegalmente da Petrobras, através de contratos superfaturados.

Mais do que isso: ele pode testemunhar que o partido conhecia a origem do dinheiro.

E ainda mais: ele pode contar que o esquema de propinas da Petrobras foi montado pelo partido com a finalidade declarada de financiar suas campanhas.

Três semanas atrás, a Veja informou que, antes do segundo turno da campanha presidencial, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, avisou Ricardo Pessoa que o tesoureiro de Dilma Rousseff, Edinho Silva, o procuraria para pedir dinheiro. Agora a Veja acrescenta que a conversa entre o dono da UTC e Luciano Coutinho teve duas testemunhas.

Ricardo Pessoa, como se sabe, disse que Edinho Silva de fato o procurou. E que ele deu mais R$ 3,5 milhões de reais à campanha presidencial. Impeachment? É pouco.

Dilma inaugura P-59: aqui o PT embolsou

R$ 7 milhões da UTC, segundo Pedro Barusco