Imprensa boa é sem propaganda estatal

“Jair Bolsonaro tomaria a atitude correta se cortasse integralmente a propaganda estatal de todas as publicações impressas, digitais e emissoras de rádio e TV”, diz Mario Sabino, em seu artigo para a Crusoé.

“A proibição de propaganda estatal em todos os níveis, além de dar destino apropriado ao nosso dinheiro e diminuir o grau de corrupção, fortaleceria a liberdade de imprensa. Sem a droga financeira administrada pelos governos, jornais e emissoras ficariam mais pobres, porém mais limpinhos.”

Leia o artigo completo aqui.

Comentários

  • Maria -

    O presidente poderia usar as redes sociais ,e acabar com a farra dos jornais, revistas TV.

  • antonio -

    Aqui na província um jornal, centenário que viveu quase a vida toda do jabaculê oficial virou digital. O governo use o que já tem para informar o povo. Poupe a grana gasta com publicidade oficia

  • Almanakut -

    O que a Caixa gasta com patrocínios em clubes de futebol daria para construir muitas coisas!

Ler 113 comentários