Imprescindível mesmo é extraditar logo o terrorista Battisti

O advogado de Cesare Battisti, como publicamos, acha “imprescindível” que ele seja ouvido pela Justiça.

Imprescindível é extraditar logo para a Itália o terrorista que assassinou quatro pessoas e, não contente em matar o pai de um menino então com 15 anos, ainda deixou o garoto paraplégico.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Brasile, il presidente Temer è pronto a revocare la residenza a Cesare Battisti

    L’ex terrorista dei Proletari armati per il comunismo, condannato in Italia all’ergastolo per quattro omicidi | LaPresse – Corriere

Ler mais 24 comentários
  1. Brasile, il presidente Temer è pronto a revocare la residenza a Cesare Battisti

    L’ex terrorista dei Proletari armati per il comunismo, condannato in Italia all’ergastolo per quattro omicidi | LaPresse – Corriere

  2. Temer dê mais um passo para o bem desse país, já controlou a inflação, desemprego diminuindo, taxa de crescimento positiva, bolsa subiu e dólar estável, vamos virar a página , é o presidente da recuperação, da maior recessão que o Brasil conheceu.

  3. E O GAROTO PARAPLEGICO, MEU AMIGO, ERA UMA PROMESSA DO FUTEBOL , SABIAM ?
    SABIAM TAMBEM QUE ELE FOI ADOTADO PELO HOMEM , DONO DA JOALHEIRA QUE A TURMA DO BATTISTI ASSALTOU ? ELE SE JOGOU NA FRENTE DO VELHO PARA PROTEGE-LO E TOMOU A BALA NA ESPINHA…JÁ ALVEJADO, O PAI TOMOU UM TIRO NA CARA DOS COMPARSAS DE BATTISTI !
    SE ALGUEM FOR DE CANANEIA ,CUIDADO COM O VIZINHO DA RUA FRANCISCO CHAVEZ NUMERO 202, É UM TERRORISTA E ASSASSINO, E TEM HEPATITE A !!

    1. TIME TO GO…EU MESMO JA QUIS TRAZER O ALBERTO TRES VEZES COM TUDO PAGO MAIS O ACOMPANHANTE DELE…O ALBERTO SÓ FALA !!

    2. O menino que foi atingido , hojé já homen quer vir ao Brasil e fazer um furo no meio da testa do Battistti, total apoio; e este terrorista nem pra estrume serve , pois é tóxico.

  4. A Justiça brasileira e italiana deviam dar-lhe uma chance, ou seja, obrigá-lo a atravessar o Atlântico a nado nuzinho da silva. Se chegar às margens de Portugal, seria livre para sempre.