‘Impressionante quantidade de indícios’ contra Bezerra

Na justificativa da busca e apreensão nos gabinetes de Fernando Bezerra, Luís Roberto Barroso disse ainda que, durante a investigação, a Polícia Federal “reuniu uma impressionante quantidade de indícios de cometimento de crimes”.

O ministro cita documentos juntados antes (registros de transações bancárias, ligações telefônicas, gravações de conversas, etc.), quanto elementos colhidos na própria diligência, no mês passado (como uma lista de “doadores ocultos” e R$ 55 mil fracionados em envelopes).

“O exame criterioso e imparcial dos elementos produzidos não conferia a este magistrado outra opção que não a decretação da busca e apreensão aqui impugnada. Não seria republicano nem ético desviar do reto caminho por se tratar de figura poderosa”, afirma o ministro.

"Os agiotas do líder": confira as informações exclusivas. LEIA AQUI

As informações foram enviadas a Dias Toffoli, que recebeu pedido do Senado para suspender a análise das provas colhidas nos gabinetes de Bezerra.

Comentários

  • Geovani -

    Bezerra pronto pra ser tosquiado.

  • Heloisa -

    Brasil virado do avesso. O Ratão Bezerra é bandido e o ministro Barroso tem que se justificar para o Toffoli porque os corruptos comandados por Alcolumbre pediram. VERGONHA!!!

  • Nelson -

    Viva Barroso! É a parte sadia do STF. Enquanto os gatunos forem seus inimigos, o Brasil honesto marcha ao seu lado.

Ler 29 comentários