Imprimindo dinheiro

Guido Mantega, tesoureiro clandestino de Dilma Rousseff, embolsou 100 milhões de reais do departamento de propinas da Braskem.

Isso mesmo: só da Braskem.

Alguém duvida de que o PT tenha usado gráficas de fachada para lavar esse dinheiro?

Faça o primeiro comentário