A improbidade de Jaques Wagner

Jaques Wagner foi acusado de improbidade administrativa por ter arrumado um cargo nos Estados Unidos para o marido de Ideli Salvatti.

De acordo com a TV Globo, o petista atuou a fim de que o segundo-tenente do Exército, Jeferson da Silva Figueiredo, fosse empregado como “ajudante da Subsecretaria de Serviços Administrativos na Junta Interamericana de Defesa, com jornada semanal de 32 horas, pagamento mensal de U$ 7,4 mil (cerca de R$ 28 mil na cotação atual) e mais ajuda de custo para transferência de R$ 40 mil.”

Esse é o menor dos problemas de Jaques Wagner, que está prestes a cair na Lava Jato por causa da sede da Petrobras, em Salvador.

O "velho Brasil" contra-ataca a Lava Jato e Sergio Moro. Prepare-se para combater esse “velho Brasil”. AQUI

Comentários

  • Erika -

    Era tudo em família.

  • wanderlei -

    Esse é outro que merece cana dura.

  • AftasArdem -

    Este baiano nunca enganou ninguém com sua aparente cordialidade.

Ler 57 comentários