“Incontroverso coisíssima nenhuma!”

Três dias após divulgar nota sobre petição de Raquel Dodge ao STF, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes (PSDB-SP), voltou a reagir à afirmação da PGR de que sua campanha embolsou 500 mil reais do departamento de propinas da Odebrecht:

O tucano publicou no Twitter:

“Quero ser investigado no inquérito em curso na PF porque, ao final, não restará dúvida sobre a correção do financiamento de minha campanha.

O que não quero é que o inquérito se eternize. Tanto é assim que tomei a iniciativa de ser ouvido em primeiro lugar.

Se a procuradora Raquel Dodge não ficou satisfeita com as informações que dei, vou novamente à PF independentemente de intimação.

Se ela quer que seja ouvido outra vez o delator Carlos Armando Paschoal, que, por duas vezes, afirmou que eu nunca lhe pedira qualquer contrapartida para providências que tomei no exercício de minhas atribuições de chefe da Casa Civil, que ele seja intimado o quanto antes.

Se a procuradora quer que Rubens Rizek, que foi responsável financeiro por minha campanha em 2010, traga novos esclarecimentos sobre a prestação de contas já aprovada, aliás, pela Justiça Eleitoral, tenho certeza que ele se disporá a fazê-lo como já fez.

A procuradora-geral erra quando afirma que, no que foi apurado até agora, seria ‘incontroverso’ o recebimento de R$ 500 mil a título de financiamento de minha campanha, não registrados em minha prestação de contas.

Incontroverso coisíssima nenhuma!

O delator não soube dizer quem efetivou o suposto pagamento, nem quando ou onde isso teria ocorrido, nem quem recebeu.

O que há é uma mera anotação em uma planilha que indicaria a destinação dessa importância em favor de alguém designado como ‘Manaus’.

A Constituição contém a garantia da ‘duração razoável dos processos’. Eu reivindico a duração razoável dos inquéritos em que sou investigado porque não suporto mais conviver com imputações infundadas de atos ilícitos que não pratiquei.”

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 36 comentários
  1. o sujeitim quer celeridade: não será que quer mesmo é fazer uma P.uTi.faria ?
    .
    celeridade, NÃO!
    S.E.R.I.E.D.A.D.E . S.E.R.I.E.D.A.D.E . S.E.R.I.E.D.A.D.E . S.E.R.I.E.D.A.D.E . S.E.R.I.E.D.A.D.E .

  2. Quanta indignação contra tantas evidências…sabe que o caso não terá continuidade e fica arrotando mi-mi-mi enfezado…
    =====
    ULTRAJADOS ESTAMOS NÓS, CONTRIBUINTES CRIADORES de RIQUEZAS que PAGAM SEUS SALÁRIOS DESDE QUE DEIXOU A DIREÇÃO da LIMOUSINE do TERROR do seu TERRORISTA-CHEFE, o CRÁPULA MARIGHELA !!!

  3. O grupo guerrilheiro desse caboclo joga e atirava em inocentes para defender a causa da ditadura do proletariado!
    Existe mais opressão do que impor seu pensamento ao próximo mediante uma explosão num lugar público no qual nossos filhos poderiam estar mas nunca estavam os filhos do guerrilheiros?
    Quem é capaz disso é capaz de roubar muito!
    Luladrão teu lugar é na prisão!

  4. A teoria do domínio do fato afirma que é autor – e não mero partícipe – a pessoa que, mesmo não tendo praticado diretamente a infração penal, decidiu e ordenou sua prática a subordinado seu, o qual foi o agente que diretamente a praticou em obediência ao primeiro. O mentor da infração não é mero partícipe, pois seu ato não se restringe a induzir ou instigar o agente infrator, pois havia relação de hierarquia e subordinação entre ambos, não de mera influência resistível.

  5. Todo esquerdista sempre está prestando um grande serviço a nação, principalmente os pobres deste país. Só idiotas podem imaginar que todos os parlamentares do congresso nacional não sabiam do que vinha acontecendo pois a banca de compra de votos deve ter chegado a todos, quem não se aproveitou deveria ter denunciado assim como deveria ter feito um dos chefes de quadrilha quando visitado na calada da noite para anunciar que estava pagando mensalmente as mesadas do funaro e do cunha para eles ficarem calados. Tem que manter isso viu!!!! Essa frase jamais será esquecida por toda a nação.

  6. Claro q ele não recebeu propina, mas um favor, de uma empreiteira interessada no futuro do Brasil. E não teve contrapartida, afinal de contas é muito fácil no Brasil arranjar 500000 reais sem interesse. Não duvidem da generosidade do Brasileiro, esse grande coração q aceita td e acredita nos nossos sensacionais políticos, q tanto orgulham a nação.
    Aloysio, amamos vc de coração e sabemos q é mais honesto q a alma mais honesta do mundo (q é o Lula, claro).

  7. Os bandidos estão sendo aos poucos desmascarados, depois de Aecio e A.Nunes o Meirelles também esta sendo:

    “Novo vazamento global revela offshores de Henrique Meirelles nas ilhas Bermudas.
    Além de Henrique Meirelles (Fazenda), há também informações sobre uma empresa ligada ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi.” BBC Brasil