Independente ou chapa-branca

“Não se pode falar ‘a’ imprensa”, explica Carlos Alberto Sardenberg.

“Há muita diversificação entre os veículos, sendo a principal divisão entre os independentes e os chapa-branca. Estes são aqueles que só existem para fazer propaganda e/ou defender os interesses do governo, de políticos, de igrejas e de negócios setoriais. Vivem de verbas públicas ou de dinheiro colocado pelo patrocinador exclusivo.

A imprensa independente é aquela que vive da notícia e, no caso da TV, também do entretenimento. Vive no duplo sentido: tem que ser reconhecida como tal pelo público (credibilidade) e tem de ganhar dinheiro com venda em bancas, de assinaturas e de publicidade. A independência é editorial e econômica ao mesmo tempo.”

Comentários

  • FLAVIO -

    Uma hora eles se revelam! Impressionante!

  • João -

    Ele trabalha para a Globo e não coloca o dedo na ferida, a grande mídia brasileira chantageia todos os governos, vende apoio ou abafa denúncias. Criaram um estrutura dependente do dinheiro do gover

  • Abilio -

    Esse é uma das poucas ilhas de coerência no jornalismo da globo (CBN, no caso). Vale a pena acompanhar. O problema na CBN começa no final da tarde (kennedy e os âncoras petistas amestrados).

Ler 71 comentários