Índio da Costa escancara apoio a Bolsonaro: "Eu tenho horror ao PT"

Índio da Costa, candidato do PSD ao governo do Rio de Janeiro, chegou para uma entrevista à Rádio Globo com um adesivo de Jair Bolsonaro no peito.

Questionado pela jornalista, ele escancarou seu apoio ao candidato do PSL:

“Eu tenho horror ao PT. Acho que o PT destruiu o Brasil, destruiu o respeito à política brasileira. Essa polarização foi criada pelo PT. Aliás, com muita ajuda da imprensa.”

O segundo turno da disputa presidencial, acredita Índio, será entre Fernando Haddad e Bolsonaro.

“Mas se o Bolsonaro ganhar no primeiro turno, a gente evitou um mal maior em todos os sentidos, que é o PT.”

Ele prosseguiu:

“Acho que todo brasileiro de bem, que está preocupado com o Brasil e que quer que o crime não compense… Está na hora de votar no Bolsonaro.”

E ainda comparou:

“O crime organizado manda no crime do lado de fora da cadeia. Está aí o Fernandinho Beira-Mar mandando no Comando Vermelho. O Lula quer mandar no Brasil, de dentro da cadeira, através do Haddad, assim como o Sérgio Cabral, preso, quer mandar no Rio de Janeiro através do Eduardo Paes. Eu sou candidato contra esse pessoal, contra esse modelo.”

Nacionalmente, o PSD apoia Geraldo Alckmin. Em 2010, Índio foi vice de José Serra.

Comentários

  • ANTONIO -

    O juiz federal Wilson Witzel (núm 20) segue tendo meu apoio. Ele apoia Bolsonaro desde o princípio! Índio é um PSDB de Tróia. Quem anda com tucano, ajudou o PT quando foi conveniente. Falso!

  • Ruiter -

    Dá-lhe, índio! Uga, uga.. é capitão.

  • Paulo -

    Alô, meu Rio de janeiro! Todo mundo votando no Índio da Costa! É hora de mudança neste cenário!

Ler 58 comentários