INDULTO PARA CORRUPTOS: 4 x 2

Marco Aurélio foi o quarto a avalizar o indulto de Temer que perdoou criminosos de colarinho branco.

“O indulto diz respeito a algo que posso enquadrar na soberania interna do chefe do Poder Executivo”, disse, acompanhando o raciocínio de Alexandre de Moraes, Rosa Weber e Ricardo Lewandowski.

A decisão final não deve sair hoje; Fux pediu vista e vai paralisar o julgamento. Antes, Gilmar Mendes também pediu para votar de forma antecipada.

Comentários

  • -

    O ministro voto vencido finalmente arranjou um tema que conseguisse se alinhar com a maioria, parabéns MAM, desta vez é voto vencedor, o primo deve estar orgulhoso!

  • Siviero -

    Este assunto é complexo. FUX vai levar pelo menos 1 ano estudando

  • Marcelo -

    Não tendo limites, a "soberania interna do Presidente" pode virar canalhice.

Ler 41 comentários